Home > Psicologia > psicólogo dá alta?

psicólogo dá alta?

A vida de psicólogo não é um mar de rosas. Poucos são aqueles que têm clientes o suficiente para viver bem. Menos ainda são aqueles que têm clientes que pagam bem. Existe uma lenda de que psicólogo não dá alta, assim pode ficar recebendo dinheiro. Isso é uma mentira. Qualquer profissional honesto e de qualidade vai dar alta no momento certo.

Para piorar, a profissão é vista com preconceito por muitos. Principalmente porque ninguém entende exatamente o que é Psicologia (e por isso estou escrevendo a série “o que é a Psicologia“). A terapia é um mistério para todos que não a conhecem, e dependendo da qualidade do psicólogo, é um mistério até mesmo para o cliente que paga pelo serviço. Por isso, fica difícil para qualquer um avaliar o sucesso da terapia…

Como saber se a terapia está funcionando? Como saber se psicólogo dá alta?

A primeira pergunta vou responder em outro post. A segunda vou arranhar aqui.

Psicólogo dá alta sim.

Uma das maneiras mais fáceis de saber se um cliente pode ou não ter alta é seu próprio relato. A partir do momento em que ele descreve que seu problema não o incomoda mais, ou que a terapia o está fazendo se sentir dependente, e que ele se sente capaz de lidar sozinho com as próprias dificuldade, é hora de preparar a alta. É importante avaliar todo o contexto, no entanto. Se o cliente tem oscilações grandes de humor, não vai ser um dia de relato de paz a selar seus desprendimento da terapia. Tudo deve ser visto no contexto.

Se você é um cliente e está há muitos anos na terapia sem ver avanço nenhum no seu caso, é bom conversar com o profissional que te atende para verificar o que está acontecendo. Só vale a pena ficar na terapia se a evolução do caso for visível. Se você está na terapia porque se acostumou, ou porque gosta da companhia do psicólogo, é bom rever o quanto isso vale a pena. Peça para o psicólogo a opinião sobre o seu caso.

Bons profissionais ficam felizes com a independência do cliente. Nunca vão segurá-lo, mesmo que o orçamento fique apertado. É uma lógica simples: se o cliente está bem, é sinal de que o profissional ajudou. Qualquer amante do próprio trabalho deve se sentir recompensado pelo sucesso. No caso do psicólogo, o sucesso é saber que a relação terapêutica produziu a melhora desejada pelo cliente.

É isso aí. Em breve discuto sobre a questão “como saber que a terapia está funcionando?”

Categories: Psicologia
  1. August 8, 2007 at 11:26 am

    Robson, psicólogo dá alta sim! E eu sou testemunha disso! Minha esposa é psicóloga e, nos últimos 5 meses, acredito que ela tenha dado alta a pelo menos 3 pacientes. Como ela tem especialização em psicoterapia infantil, muitas vezes as crianças são trazidas por uma demanda dos pais e, com o tempo – veja bem que estou falando por ela, que não é tão afeita à internet como eu – percebe-se que o problema principal está justamente na mãe, ou no pai, ou na relação mãe-pai, ou na família. A criança é a vítima, em suma.

    Percebo isso com muita freqüência pois trato crianças obesas e as mesmas são, em grande parte, um belo reflexo da vida e da relação com pais descuidados, atrapalhados ou ansiosos, pais que não conseguem atuar com a autoridade necessária para limitar os impulsos infantis (não digo cercear, apenas orientar adequadamente).

    Bom conheceê-lo e ao seu blog. Obrigado pela visita.

    Rafael Reinehr
    http://reinehr.org

  2. August 8, 2007 at 11:46 am

    Robson,
    Sabemos que em todos os lugares tem os maus profissionais, assim como os bons.
    Nunca cheguei a precisar de um psicólogo, mas a sua dica é válida e é bom ficar atento se um dia precisar…
    abraços

    ps. fiquei contente em ter alguém como vc visitando meus blogs.

  3. faggiani
    August 8, 2007 at 11:50 am

    Você está certo.
    Normalmente, o problema das crianças são os pais. O psicólogo precisa lidar com a família, sempre. Existem muitos textos falando sobre treinamento a pais.
    Eu sempre imaginei que ao invés de corrigir, o mais fácil seria prevenir o problema das crianças, com programas de aconselhamento a novos pais.
    Abraço.

  4. faggiani
    August 8, 2007 at 12:02 pm

    Valeu, Paulo.

    O seu blog sobre saúde está muito bom. Eu também quero dar dicas nesse sentido. Bons habitos são bons comportamentos. Programas do governo e qualquer informação sobre saúde sempre têm que deixar isso claro.

    Gosto de iniciativas nesse sentido, como a sua.
    Abraço.

  5. August 8, 2007 at 1:28 pm

    Bom, já fiz terapia e adorava. Me dei alta (cedo demais), mas o profissional com quem eu fazia dava alta sim. A pessoa que havia me recomendado foi uma delas.

    Esta questão é muito interessante, por que se há algo que fica obscuro para o paciente (e principalmente os interessados, mas que ainda não procuraram um), é se um dia ele terá seus problemas resolvidos. Muitos crêem que irão ficar anos e anos discutindo o mesmo problema e suas vidas estarão condenadas a uma espécie de congelamento até que resolvam suas situações.

    Bom, não sou da área, mas essa é a impressão que muitos conhecidos já me passaram ao comentar que fiz terapia.

    Abraços!

  6. August 8, 2007 at 3:27 pm

    Então Robson, a minha analista dizia que eu era tão pancada que queria me dar alta antes dela. rsssss No tempo certo ela me deu alta sim, depois de quase 3 anos, mas foi muuuuito legal, saudade dela.
    Abração queridão

  7. faggiani
    August 8, 2007 at 3:31 pm

    Fala, Márcio.
    Eu me preocupo muito com o tipo de percepção as pessoas têm do psicólogo. E me preocupo mais ainda com os psicólogos…
    Meu objetivo é ver a boa Psicologia sendo divulgada como ciência.

    Em breve, vou falar sobre indícios de melhoria na terapia.
    Abraço.

  8. faggiani
    August 8, 2007 at 3:33 pm

    Que bom que tu teve boas experiências, Junior.
    A maior divulgação do psicólogo são os clientes satisfeitos.
    E acho que eu também quero dar alta para vários clientes antes de dar para mim mesmo. hehehe
    Abraço.

  9. August 8, 2007 at 9:17 pm

    hahaha, gostei do humor nas entrelinhas. É, a gente sofre, mas gosta!

  10. August 9, 2007 at 12:14 am

    Oi Robson!

    É… pena que nem sempre os pclientes ficam até a “alta”.

    Gostei muito da tua iniciativa de explicar esse ponto da terapia.

    Só acho bom lembrar dois pontos: primeiro é que, em alguns casos, é provável que mesmo depois da alta o cliente precise fazer visitas regulares de “manutenção” e “monitoramento” do tratamento. Mas isso em geral acontece com casos mais específicos.

    Outro ponto: mesmo depois de ter alta, talvez o cliente em algum momento posterior sinta dificuldade em algum ponto especifico da sua vida, neste momento voltar para o psicólogo para fazer algumas sessões e tentar resolver um problema pontual. Talvez depois de ter alta a pessoa acredite que nunca mais vá precisar de ajuda para nada. Na terapia trabalhamos para que realmente ele possa andar sozinho, mas em alguns momentos uma ajuda profissional pode ser importante. Na mesma linha, passar por uma terapia e ter alta não significa que nunca mais possa-se ter outro problema em que seja necessário enfrentar outro “processo psicoterapico”. Sempre trabalhamos para que o mesmo não seja necessário, contudo não temos controle sobre tudo que vai acontecer com o cliente da “alta em diante”.

    Por isso, psicólogo dá alta sim. Entretanto isso não significa, necessariamente, que todas as possibilidades da psicoterapia foram esgotadas com aquele cliente, mas sim que naquele momento ele está apto a lidar com o seu mundo de uma forma positiva.

    Ah, enrolei, né? rs

    beijos

  11. faggiani
    August 9, 2007 at 7:50 am

    Eu não teria dito melhor, Maga.
    Espero que as pessoas vejam os comentários e sua complementação ao meu texto.

    Beijos.

  1. No trackbacks yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: