Home > Brasil, Coisologia > Desgraçadamente, neste país

Desgraçadamente, neste país

Continuando as histórias da pesquisa… Hoje é meu penúltimo dia, portanto, amanhã é o último. Não farei nenhum resumão ou reflexão finais, então o lance é ouvir as pequenas histórias para sacar qual é.

Mudei de fila. Saí dos estrangeiros e fui para a fila de brasileiros. O trabalho é o mesmo, a velocidade é outra. Estrangeiros aparecem um por vez, brasileiros vêm em bandos, 4, 5 por vez. Não se pode perder nenhum. “De onde veio? Em que estado mora?” Parece pouca coisa? Não é, quando se trata de tanta gente. Confunde lembrar o número de todos os vôos e precisa entender de geografia, porque as pessoas respondem a cidade em que moram, raramente respondem o estado. São necessárias duas pessoas, para a segunda abordar as que escapam da primeira. Por outro lado, é muito mais dinâmico, o tempo passa mais rápido.

Acabam-se os brasileiros, vou para a fila de estrangeiros ajudar o pessoal. “Em que país mora?” “Desgraçadamente, neste país”. Desgraçadamente, não posso comparar este com outros países. Só ouço histórias. Fiquei imaginando o que aconteceria se só morassem no Brasil as pessoas que amam e respeitam o país… Isso não vai acontecer, desgraçadamente, os que odeiam a pátria ficarão.

Mas não me calo: os que amam o Brasil, tratariam-no realmente de modo diferente? Diminuíriam o número de carros, teriam menos filhos, não jogariam lixo nas ruas, não falariam mal, votariam conscientemente, exigiram melhorias, seriam bons políticos, bons empregadores, bons funcionários, replantariam? Temo que, desgraçadamente, nada disso aconteceria.

O que você acha?

Categories: Brasil, Coisologia
  1. January 29, 2007 at 3:22 pm

    Boa pergunta. Desgraçadamente, eu tenho feito a mesma pergunta, para mim mesmo.

    Ontem no busão eu tive vontade de me levantar e gritar com as pessoas. Maior tumulto na volta para casa da Lagoa, o ônibus com cheiro ruim, sujo, os vidros engordurados… enfim, normal, é verão em Floripa. Lotado, e o pessoal de trás começa a xingar o motorista por ele estar parado, pra tocar o ônibus de uma vez… e uma batucada, e uma gritaiada, e o pessoal xingando e rindo e eu tive vontade de ser o arauto da ordem social e dizer para todos que o horário do ônibus estava ali, num papel a menos de 10 metros de distância, e que se estavam insatisfeitos o estavam por ignorância…

    É. “Se não têm pão, que comam brioches!”

    hauHAUHuahUAHuhauHAUhauHAUH

    Eu estou triste pelo meu país. Sei que existem lugares “piores”, lugares onde guerras civis realmente existem, lugares com sistemas educacionais e econômicos prestes a falir, lugares onde a violência impera. Mas, o Brasil, tanta coisa acontece, de onde? É um paradoxo, à primeira vista, aquele velho dizer, “um país rico e pacífico”… e mesmo assim, nossas escolas, nossas universidades, nossa previdência, nossa política…

    Estou precisando desabafar um pouco, hehehehe.

  2. January 29, 2007 at 11:17 pm

    Veja meu amigo, as coisas que descrevestes seriam boas em qualquer parte do mundo, não apenas no Brasil.

    Sim, acredito que o pais seria diferente se os policiais não aceitassem subornos, se os politicos fizessem leis, talvez impopulares no inicio, mas que fossem para o bem de todos. Se os analistas do comportamento (nós no caso) parassem de protelar e começassem a por em prática ao menos alguns dos seus projetos para um mundo melhor.

    Se conforme fossemos tomando consciencia da nossa atitude (e ela seria possibilitada pela ação conjunta de vários profissionais) mudassemos nossas atitudes para que o mundo fosse melhorando.

    Todos os dias procuro dar o melhor de mim. Não é facil. Falho o tempo todo, e canso muitas vezes. Mas estou tentando transformar pelo menos o meu apartamento e as ruas por onde passo um lugar melhor.

    Sei lá….

    Ah! As vezes da vontade de mudar pra Dinamarca… rs

    Amanhã é o dia da carta de alforria! rs

    bjo

  1. No trackbacks yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: