Home > Ciência, Diarices, Psicologia > Profissão não dá em árvore

Profissão não dá em árvore

A Psicologia no Brasil beira a vergonha. De um lado temos o Conselho Federal, um conjunto de psicólogos anti-acadêmicos que cobram mensalidades caras e não mostram benefícios visíveis. De outro temos entidades científicas, como a Soc. Bras. de Psicologia, que zela pela qualidade da produção intelectual em Psicologia. A parte da vergonha, do meu ponto de vista, fica toda com o Conselho.

A função do Conselho é zelar pela profissão do psicólogo, mas eles querem mais. Muitos dos seus membros são professores, e tentam ampliar sua influência para a academia. Isso é ridículo em si, mas a coisa fica mais feia quando se percebe que o verdadeiro desejo do Conselho é suprimir todas as idéias que não sejam as dos seus membros. Eles são uma espécie de controlador de idéias. Felizmente, não têm poder, pelo menos agora, para implantar seu projeto.

Recentemente, membros do Conselho alegaram que a Psicologia foi baseada na academia por tempo demais, e é hora de ser baseada na profissão. Com isso eles querem dizer que a academia deve ficar subordinada à profissão, e que a produção intelectual atual deve ceder lugar para a produção intelecutal nos moldes dos ideais políticos do Conselho. Uma professora respondeu lindamente: “O Sr. acha que profissão dá em árvore?”, lembrando que a profissão de constrói na universidade, em um curso completo que considera profissão, produção de conhecimento e a relação entre ambos.

Sorte de todos os psicólogos que o Conselho não tem poder o suficiente. É preciso cuidar para que não adquiram tal poder. Algumas universidades estão agitando bandeiras oficiais que as separam definitivamente do Conselho. Desse modo, garante-se que os bananas fiquem longe dos centros de formações, e concentrem-se em fazer o que fazem de modo horrivelmente conservador: zelar pela profissão.

Um exemplo de má ação: na graduação em Psicologia os alunos têm aulas de Histologia, Genética, Anatomia, e afins. O grande e oniidiota Conselho está tentando criar uma regra que manda que essas disciplinas sejam ministradas por psicólogos. Agora… muitos psicólogos não sabem nem dar aula de Psicologia, quanto mais de Anatomia! A função oficial da decisão é aumentar o emprego para os psicólogos… o resultado final é uma queda absurda na qualidade de ensino dessas disciplinas. Não sei o resultado dessa idéia. Que a SBP nos proteja!

Segunda e terça estive em São Carlos, em um dos momentos acadêmicos mais legais da minha vida. Até o fim da semana eu conto o que rolou.

Categories: Ciência, Diarices, Psicologia
  1. No comments yet.
  1. No trackbacks yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: