Archive

Archive for November, 2006

todos os dias tudo começa novamente

November 30, 2006 1 comment

fui embora daqui, orkut, msn e afins
volto, talvez
se você é amigo exclusivamente virtual, sabe meu e-mail

Advertisements
Categories: Coisologia

O FIM DE UM BUSAI

Esta é a última parte sobre a interessante vida dos Busai.
Esta é a menor parte, é aquela parte sobre a qual o autor não pensou direito.
Esta é a parte conclusiva que decepciona os fãs esperançosos de encontrar emoção.
Vamos a ela, enfim:

Os Busais são eternos enquanto são obrigados. O fim de um Busai acontece quando ele não precisa mais tomar ônibus. Como vocês devem ter deduzido, os Busai lutam a vida toda para deixarem de ser Busai. E agora um final um pouco surpreendente, ou nada:

Busai é um termo pejorativo.
É uma pena ser um Busai.

PS: Perdão pelo fim sem graça, mas ele tem uma boa justificativa:
Hoje eu passei por um daqueles dias horríveis em transportes coletivos. Cheguei em casa apenas 3h depois de sair da USP. Tudo relacionado a ônibus está hoje especialmente aversivo. Quero acabar com isso de uma vez.

As Habilidades Busai

NO POST ANTERIOR: O QUE É UM BUSAI
NESTE POST: AS HABILIDADES DE UM BUSAI

Toda a arte Busai tem a finalidade de diminuir o sofrimento das viagens de ônibus e metrô. O sonho de todo Guerreiro Busai é sentar-se à janela, mas somente os experientes conseguem o feito. Sentar-se ao corredor também requer rara habilidade. Ficar de pé fora do aperto é motivo de orgulho para muitos Busai. Afora isso, existe ficar de pé no aperto sem sentir-se infeliz. Uma conquista complexa é não desejar a morte alheia, ainda que o Guerreiro sinta-se infeliz.

Para atingir esses objetivos os Busai necessitam desenvolver habilidades especiais. O conjunto de habilidades de um Busai é conhecido como o EMAP (Entrada, Movimento, Atenção, Posição). Há ainda duas habilidades só possuídas pelos guerreiros que não sucubiram ao lado negro. Essas habilidades impedem que os Busai não corrompidos atinjam o nível de conforto que os Busai degenerados alcançam, mas mantêm sua sanidade. Os Busai do lado negro são mais poderosos, mas o poder os leva à loucura, como vocês verão daqui a dois parágrafos.

ENTRADA: O momento de entrada no ônibus é fundamental para o sucesso de ir sentado. Guerreiros experientes conhecem qual o lugar mais provável do ponto de ônibus em que o motorista abre a porta. Quem entra primeiro, tem mais chance de ir sentado. MOVIMENTO: Locomover-se dentro do ônibus requer equilíbrio e graça; quem se move melhor, vê mais e ganha mais terreno. Há a lenda do grande mestre que conseguia executar o triplo mortal carpado em um ônibus cheio. ATENÇÃO: Este é um dos principais tópicos. É necessário que o Busai conheça a mente das pessoas com quem dividem o ônibus. Qualquer movimento suspeito pode significar que a pessoa se levantará; atenção é fundamental. POSIÇÃO: De nada adianta a atenção e o movimento se a posição não for favorável. Por sua vez, para se posicionar de maneira que permita sentar-se rapidamente, é preciso dominar a arte da Atenção e do Movimento. As habilidades estão todas relacionadas.

Como eu disse que aconteceria, neste parágrafo serão descritas as duas habilidades que somente os guerreiros não corrompidos possuem. Tratam-se da PACIÊNCIA e do RESPEITO. Um guerreiro Busai não toma o lugar de grávidas, idosos, deficientes físicos e pessoas carregando cem quilos de sacolas, entre outros casos. Para resistir ao cansaço e à tentação, um Busai conta somente com o respeito e a paciência. Os guerreiros Busai do lado negro, é óbvio, roubam lugares indiscriminadamente sem se sentirem culpados. Não vale a pena chegar a esse ponto, porém. Os guerreiros Busai são sofredores, mas ainda assim humanos.

a seguir: O FIM DE UM BUSAI

Os Guerreiros Busai

November 25, 2006 3 comments

O QUE É UM BUSAI

Sim, Guerreiros Busai é um nome horripilante. Jedi é mais bonito, sim. Mas pelo menos os Guerreiros Busai são reais, enquanto os Jedi são sonhos de Lucas.

Um Guerreiro Busai é todo aquele que é obrigado a se locomover de ônibus freqüentemente. A parte do “obrigado” é muito importante, como vocês descobrirão na próxima frase. Além do fato de que habilidade requer treinamento, e treinamento em Busai requer muitas viagens de ônibus, tem também a verdade de que ninguém é louco o suficiente para sair por aí de ônibus só por diversão.

Os Guerreiro Busai, ao contrário dos Jedi, não escolhem seu destino, e é isso que os torna essencialmente trágicos. A arte dos Jedi objetiva o aperfeiçoamento do artista, a arte dos Busai objetiva terminar com o sofrimento do coitado. Os Jedi são confiantes, corajosos, possuem The Force. Os Busai são cansados, sofridos e possuem The Forced. The Force significa A Força, The Forced significa O Forçado. Os Busai são forçados a andarem de ônibus, como esclarecido acima.

As condições de treinamento são severas. No nível básico, o Busai entra em um ônibus ou metrô vazios, e fica pouco tempo. As condições se tornam mais pesadas conforme dois fatores aumentam, a quantidade de tempo dentro do ônibus e quantidade de pessoas dentro do ônibus. Os Busai mais poderosos (ou sofridos) utilizam o transporte por mais de 4 hs/dia no horário de rush de São Paulo. Esses guerreiros lendários são conhecidos como os mestres e seu conselho sábio paras os jovens aprendizes (os Dançarâm) é que encontrem empregos mais próximos e desistam se se tornar um Busai. Devido à estrutura econômica contemporânea, poucos são os que podem escolher abandonar o caminho da dor.

A seguir “HABILIDADES DE UM BUSAI”

Top 10 – Filmes

November 21, 2006 4 comments

Lá vou eu ao terreno das listas. Vou começar por cinema, contando quais são os meus 10 filmes preferidos. Meu rol é diferente dos outros, ele não é organizado por seqüência de qualidade, mas por ordem alfabética. Assim fujo da responsa de fazer um rank dos meus preferidos. Leia sobre as menções honrosas, ao menos (há uma surpresa ao final). Cutting the crap:

cover-before-sunrise.jpg cover-before-sunset.jpg
Antes do Amanhecer e Antes do Pôr-do-Sol
Ambos dirigidos por Richard Linklater, ambos estrelados por Ethan Hawke e Julie Delpy, que intepretam Jesse e Celine. Os filmes são continuação um do outro; contam a história de como Jesse e Celine se conheceram, viveram um dia fantástico e se perderam por muitos anos, até se reencontrarem em Paris. Romântico de um modo não enjoativo e com diálogos muito inteligentes. Quem não gosta de romance, deve ver pelos diálogos. Quem gosta de romance, deve saber que Hollywood passa longe desses filmes (louvado seja Linklater). Títulos originais: Before Sunrise e Before Sunset.

cover-fight-club.jpg
Clube da Luta
O diretor David Fincher socou com força a cara de todo mundo, e o pessoal quis mais. O filme conta com o genial Edward Norton e com Brad Pitt, que também manda bem. A história? Bom, é claro que você sabe, mas por via das dúvidas não vou contar muito. É um filme sobre um cara estragado pela insônia que conhece um produtor de sabonetes nada convencional. Ambos, cansados da vida cotidiana sem sentido, montam um clube onde as pessoas podem lutar para “relaxar” e esquecer os problemas. O filme tem surpresa no final, e uma tensão crescente delirante. Veja! Título original: Fight Club.

cover-ferris.jpg
Curtindo a Vida Adoidado
John Hughes dirigiu Matthew Broderick em um dos filmes mais divertidos já produzidos por seres humanos. Broderick é Ferris, um adolescente vida mansa cansado da escola chata, dos pais protetores, do diretor trapalhão e aquela coisa toda. Depois de faltar à escola fingindo estar doente, coloca a namorada e o amigo em um conversível e vagueia pela cidade grande aproveitando a vida alucinadamente. Além do clima de diversão constante, da inteligência de Ferris para enganar a todos e das suas armações para não ser pego, é cômico ver o diretor Rooney se dando mal mundo afora na tentativa de descobrir o aluno malandrão. Salve Ferris! Título original: Ferris Bueller’s Day Off. Em portuga o título é muito melhor!

cover-ame-agaru.JPG
Depois da Chuva
O diretor do filme é Takashi Koizumi, o roteiro é do Akira Kurosawa, mas o pessoal desavisado atribui o filme ao Akira. A história contada é simples e bonita. Um ronin habilidoso fica preso em uma espécie de pousada com a esposa e alguns de viajantes. Seu modo ponderado e desapegado muda a maneira rude como os viajantes se relacionavam uns com os outros. Paralelamente, o ronin conta como derrotou um grande mestre samurai e tenta tornar-se novamente subordinado a um lorde feudal. A história é ótima, a fotografia é ótima. O filme mostra muito bem como é uma filosofia do desapego. Zen como o zen é. Título original: Ame Agaru.

cover-hair.jpg
Hair
O filme é dirigido por Milos Forman e estrelado por Treat Williams, John Savage e Beverly D´Angelo. É um dos melhores filmes já feitos por seres humanos. Conta a história de hippies na época da guerra: seu modo de vida, suas idéias, sua maneira de curtir. O problema é que um dos membros do grupo precisa ir à guerra e isso muda tudo… O final é extraordinário. Este foi o filme que eu mais vi em minha vida, ganhando até de Matrix. Recomendo fortemente. Já havia escrito sobre o filme aqui. Título original: Hair.

cover-idioterne.jpg
Idiotas, Os
Já ouviram falar de Lars Von Trier? Dos mais recentes, todo mundo deve ter visto Dançando no Escuro, Dogville, e agora Manderlay (este não vi ainda, damn it). Digamos assim que ele é um diretor que gosta de coisas diferentes. O filme “Os idiotas” foi feito sob orientação do Manifesto Dogma 95. O diretor dispensa efeitos especiais, efeito de iluminação, trilha sonora, etc. Usa uma câmera e só. O método torna o filme mais “real”. Os Idiotas, porém, são mais do que isso. O filme mostra um conjunto de amigos que não se importam com regras, e as quebram fingindo serem retardados. O que os amigos fazem é alucinante e tenebroso. Se você é curioso e curte coisas inusitadas, tem que ver Os Idiotas. Sim, tem que ver! Título original: Idioterne.

cover-les-invasions-barbares.jpg
Invasões Bárbaras, As
Dirigido por Denys Arcand, o filme mostra o reencontro de um conjunto de amigos na ocasião do fim da vida de um deles. Esses amigos podem ser vistos mais jovens em outro filme, que conta com os mesmos atores: O Declínio do Império Americano. No Invasões Bárbaras, os amigos narram um para o outro o que lhes aconteceu na vida. Enquanto isso, acompanham o processo da morte de Remy. É um filme inteligente, que discute sexo, morte, amizade, paternidade. Curto demais! Se você curte ouvir idéias interessantes, esse filme é para você. Eu já havia escrito sobre uma das músicas do filme aqui. Título original: Les Invasions Barbares.

cover-matrix.jpg
Matrix
Este é o filme! Os irmãos Wachowski comandam Keanu Reeves, Lawrence Fishburne e Carrie-Anne Moss no filme de ficção científica mais extraordinário já produzido. Keanu é Neo, um hacker que tem sua vida virada do avesso depois de conhecer Trinity e Morpheus, outros hackers que lhe contam o que é a Matrix: um sistema de interação virtual que aprisiona as pessoas do mundo todo. As cenas de luta são épicas, a história é fenomenal, os personagens são excelentes. O clima pesado, as roupas negras, os desvios de balas, a história da caverna recontada… Este é o filme! Mas cuidado: veja somente o primeiro e ignore a existência das continuações. Título original: Matrix.

cover-the-dreamers.jpg
Sonhadores, Os
Dirigido por Bernardo Bertolucci. O filme conta sobre um americano que conhece um casal de irmãos franceses e passa a viver com eles. Os três são cinéfilos, os três são jovens a fim de viver, os três se tornam praticamente uma pessoa só. O americano se apaixona pela guria, mas precisa lidar com a relação forte dela com o irmão. Cenas de corrida no Louvre, de banquete de lixo, cenas sensuais e referências e mais referências a outros filmes. O filme é muito bom! Se você não gosta de filmes alternativos, deve ver pelo menos pela beleza de Eva Green. Título original: The Dreamers.

cover-waking-life.jpgcover-bonus-waking-life.jpg
Waking Life
Olha quem está aqui novamente: o diretor Richard Linklater, o que faz dele o cara que mais fez filmes que eu curto. O filme é um desenho baseado em filmagens reais. Um garoto não sabe quando está acordado e quando está sonhando; em cada cena está falando com uma pessoa diferente sobre temas como física quântica, filosofia existencial, psicologia, violência. Idéias interessantes seguidas de idéias interessantes. Ao contrário de “Quem somos nós?”, este é um filme que discute ciência e filosofia de verdade, sem falsas apelações. Destaque especial para a participação dos personagens Jesse e Celine (ver Antes do Amanhecer e Antes do Pôr-do-Sol, neste post), o que os torna meus personagens favoritos do cinema. Na verdade, eu já havia escrito sobre esse filme aqui. Título original: Waking Life.

MENÇÕES HONROSAS
Uma lista com dez (onze, na verdade) não é justa. É preciso mencionar belas obras que ficaram de fora. Eu digo aí: Rashomon, Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças, O Mundo de Andy, Pulp Fiction e Crash (para não me alongar demais).

Além desses, é preciso comentar em separado de um filme chamado “A Lenda e a Verdade”, uma obra de ficção escrita, dirigida, estrelada e filmada por Robson Faggiani. O filme conta a história de nerds que não querem confessar que são nerds. Se você é uma pessoa nessa condição, pode ver o filme aqui. Sim, o filme está disponível. 59 segundos de pura adrenalina.

É isso. Podem assistir.

Categories: Cinema, Crítica, TOP

Comentários, Cômicos e Declarações de Amor

November 16, 2006 1 comment

Esta é uma história de estupefação, de falsas gargalhadas, de amor e de coragem. Não é bonita, porém, nem deveria ser.

Tudo começou quando o garoto chegou em casa depois de gastar R$10,00 em transporte, somando ida e volta. R$4,00 para sair e entrar em Guarulhos, R$6,00 para circular por sampa. Abrindo o site de notícias que sempre abre para ficar mais infeliz com as notícias sempre infelizes, ele se deparou com algo arrasador: a passagem de ônibus na cidade de São Paulo aumentará de R$2,00 para R$2,30. A experiência lhe diz que em breve o bilhete de metrô também aumentará, e que em qualquer dos casos, aumentará a passagem integrada. E nasceu o medo de que o ônibus de Guarulhos também tenha o preço aumentado. O serviço integrado é certamente uma beleza, mas o aumento na tarifa, como sempre, ferirá bolsos e aumentará fome sampa afora. Uma desgraça. Um segundo antes de morrer de medo ele foi salvo pela cômica nota…

“Lula pede a PT que não crie problemas no seu segundo mandato”. O PT ladrão, de acordo com Lula, deve dar lugar um PT não trapalhão. Um dos sinais do fim do mundo é um pedido desse partindo de um Presidente da República. A nota hoje é trágica, mas como diria Samuel “em todos os filmes” Jackson, a diferença entre o trágico e o cômico é o tempo: a desgraça de hoje é a gargalhada de amanhã. Amém. Antes de rir desesperadamente até engasgar-se em uma orgia de ironia, o heróico garoto lembrou-se de…

Bruna, sua namorada. Pensou somente em momentos preciosos, no sorriso, nos olhos, nos beijos e em todo o amor que as imagens lhe traziam. E foi só felicidade.

Misteriosamente, o universo reestabeleceu-se, calmo e quieto, sem torpor ou sonhos vãos. Então, este texto foi escrito e não pode ser terminado antes de uma reflexão sobre…

O atraso absurdo na apuração do que houve no acidente da Gol. Este atraso só pode significar que eles estão usando o velho truque de esperar o povo esquecer. Isto é feito com a certeza indiscutível de que o povo esquece. Oh, vergonha infinita.

A vida, variando, continuou…

O ungido

November 13, 2006 3 comments

Ontem meu sobrinho foi batizado na Igr. Católica. O menino deixou de ser pagão. Assim como eu, ele foi adicionado ao rebanho sem direito à escolha. No entanto, compreendo a decisão da minha cunhada e do meu irmão. Se meu filho escolher ser batizado na Igr. Católica, ele será. Claro, se ele escolher.

Fazia muito tempo que eu não ficava em uma igreja por mais de 5 min. A última vez tinha sido na Catedral da Sé, por curiosidade estética. Durante a cerimônia do batizado, o padre falou uma porção de coisas interessantes. Algumas besteiras sensacionais e outro tanto de coisas legais. Ele disse, por exemplo, que o batizado não é um milagre de salvação, pois ação é necessária: ação boa. Também alertou aos pais que agora eles tinham um ser especial em casa, e que ele deveria ser educado segundo preceitos morais e tal e tal. Tudo a ver com a lógica católica.

Aí… ele disse que a falta de crença conduz à criminalidade. E, neste momento, ao meu ver, tudo que era legal tornou-se subitamente tenebroso… Não entendo o suficiente para saber se esses ditos poderiam sair da boca de todo o rebanho, ou o padre criou a coisa. A idéia, de acordo com o contexto em que foi exposta, dizia que os criminosos são criminosos porque não têm fé. Isso se chama ignorar o mundo.

Outro fato curioso aconteceu antes. Meu irmão não gostou do que o padre disse no ensaio: “A partir do momento em que seu filho for batizado, o padrinho vai ser mais importante para a vida dele do que os pais”. Meu irmão quase foi embora, mas a namorada o segurou firme. Aparentemente, o escolhido para introduzir uma pessoa na igreja torna-se, aos olhos da igreja, mais importante do que as pessoas que introduziram a pessoa ao mundo. É uma idéia que pode assombar alguns pais, com certeza.

O que vocês pensam sobre batizado?

E essa é um parte da história do batizado do meu sobrinho bacanão.

Categories: Geral