Home > Análise do Comportamento, Ciência, Psicologia > Doença mental, Cura, Cérebro e Comportamento

Doença mental, Cura, Cérebro e Comportamento

Como os psiquiatras determinam se você tem uma doença mental, e qual? Eles seguem alguns passos:

1. Reúnem-se em uma grande entidade e, em posse de um catálogo de observações comportamentais (que chamaremos de sintomas), votam quais sintomas vão compor as doenças mentais que eles inventam.

2. Coletam dados sobre seu comportamento por meio de perguntas e até observações, catalogam seus sintomas, e procuram no grande manual sagrado qual é a sua doença.

3. Sendo que não possuem testes validados para determinar se há verdadeiramente um desequilíbrio químico no cérebro dos seus pacientes, eles prescrevem remédios que engordam os bolsos de laboratórios. Remédios com efeitos colaterais potentes.

Eles admitem que não curam ninguém. Pelo menos têm a noção de que não podem curar alguém de uma doença que eles mesmo inventaram. Vamos ser justos e admitir que eles não são leigos, e que seus catálogos de sintomas e suas doenças inventadas não são inteiramente desconectadas da realidade. Feita essa ressalva, também vale a pena deixar claro que ainda não é possível avaliar se os catálogos e doenças inventadas são conectados à realidade em um nível satisfatório.

Este site discute o assunto, e este vídeo legendado mostra alguns depoimentos. Vale a pena conhecer um pouco o assunto.

O que o cérebro faz é simultâneo ao que acontece no comportamento das pessoas. É por isso que os analistas do comportamento chamam os estudos com imageamento cerebral de “estudos correlacionais”: o pesquisador manipula situações e, por conseguinte, o comportamento do sujeito, e mede o que acontece no cérebro, como se o cérebro fosse o responsável pelo observado. Não, o responsável pelo observado é a manipulação ambiental/comportamental; o que ocorre no cérebro é também efeito das manipulações.

Os dados de qualquer cientista e estudioso dos humanos é comportamento. Ninguém observa pensamento, observa falas (comportamento) sobre o pensamento (comportamento). A idéia de que a mente ou o cérebro controlam o que a pessoa faz é falha, do ponto de vista científico. O que controla o que a pessoa faz é o ambiente em que a pessoa faz, e a história de vida da pessoa em outros ambientes.

Antes de ouvir um psquiatra, um psicanalista, um médium ou xamã, pergunte se ele conhece um pouco de análise do comportamento. E antes de ouvir um analista do comportamento, pergunte a ele se ele já ouviu falar do cérebro e da mente.

  1. October 4, 2006 at 7:54 pm

    Não tenho conhecimento para discutir esse tópico. Por via das dúvidas, vou contigo, mas não sei se é colocar toda a “culpa” no ambiente resolve os problemas, ou os identifica. Enfim, é só uma leiga opinião.

  2. dani
    September 25, 2008 at 11:30 am

    Eu estou estudando bastante sobre o cérebro humano, também sou apenas uma leiga que procura um pouco mais de infomação .
    Tenho dúvidas ainda sobre as doenças que afetam o cerebro da pessoa desde o nascimento . Gostaria que se pudesse você me passasse informações sobre tais .
    Obrigada

  3. Viktor
    December 2, 2008 at 10:36 pm

    Quais são suas credenciais? Onde você viu isto? Qual é sua escolaridade? Onde você fez pesquisas com pessoas e onde publicou os resultados? Quais são os doutores que endossam, com pesquisas, o que você disse? De onde você tirou isto? Afinal, isto aí é apenas sua opinião, ainda que absurda, não é mesmo?

  4. WMoura
    January 21, 2009 at 3:16 pm

    Boa tarde!
    É sempre bom discutir comportamento e distúrbios emocionais, haja-visto os despautérios cometidos no passado em nome de uma pretensa cura. Creio ser um tanto cético em relação a muito do que se diz e se faz nas abordagens e tratamentos, contudo, não podemos simplesmente relegar ao plano da ineficiência condutas que podem levar conforto aqueles que sofrem, afinal qual a principal função do homem como ser social senão zelar pelo bem estar dos que o cerca. Não digo isto relacionando qualquer profissão ou profissional mas, dizendo de todos nos.
    Repensar sim…
    Aprimorar sim…
    Despresar!!??

  5. January 29, 2009 at 10:13 pm

    gostaria de saber o que pode ser, com uma pessoa que tem 40 anos e nunca coseguei a ler, estuda conhece as letras, mas não consegue ajuntala, porem nasceu de parto gemios, a outra aprendeu com facilidade, mas porem ele não concegue aprende a ler nada, concegue todas outras coisas ex; aprender tudo em construção sivil ,dirige muito bem ,e como se foce um arquiteto ,mas porem não ler nada me ajude esplique me alguma coiza ok…

  6. Brian
    July 1, 2009 at 2:11 pm

    Que forma de tratamento você sugere num caso de TDAH, esquizofrenia, alzheimer e depressão profunda com episódios psicóticos?

    Aguardando sua opnião…

  1. No trackbacks yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: