Home > Coisologia, Crônica, Prosa > A felicidade que antecipa a queda

A felicidade que antecipa a queda

Nos meus 25 anos de vida eu aprendi muita coisa. Na verdade, é pouca coisa, se pensarmos na quantidade de coisas a aprender. Mas para mim é muita coisa, pois são coisas que saíram pelos meus olhos em forma de verdadeiras lágrimas, ou que se mostraram vivas apertando horriveilmente meu coração. Também conheci aquele sentimento absurdo de ver o mundo pequeno, e eu o seu senhor. Já gozei aquela felicidade tão imensa, pois tranqüila.

Muitas, muitas vezes mesmo senti a felicidade que antecipa a queda… Não fosse meu ceticismo de dicionário, eu juraria que a felicidade pelo florescer do dia seguinte enterra a semente para sempre. Eu me recuso a acreditar que tal felicidade seja uma causa sinistra de um efeito dolorido. Mas é o que vejo, é o que sinto. Talvez meus olhos estejam viciados nessa idéia (então, sofri demais? recuso-me!). Talvez eu esteja simplesmente contando errado, e o número de folhas seja maior do que o número de sementes não fertilizadas.

De um jeito ou de outro eu me coloco na desprazerosa posição de não me animar com o amanhã… como se toda felicidade tivesse que gritar “supresa” ao me acordar (talvez seja isso mesmo, não?). Antecipar é morrer?

“Ame-me hoje, pois posso não ver amanhã”.

Categories: Coisologia, Crônica, Prosa
  1. No comments yet.
  1. No trackbacks yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: