Home > Diarices > Há quatro anos atrás

Há quatro anos atrás

Há quatro anos atrás, no dia do trabalho, eu e Jesus fizemos um milagre e ressuscitamos um trabalho sobre Morte.

Nos meses anteriores, todas as vezes em que eu e Jesus (apelido de um colega da graduação) sentávamos para discutir o trabalho sobre morte nós o ampliávamos ao invés de definirmos exatamente o tema. Cada vez que nos encontrávamos o trabalho crescia em amplitude, enquanto o prazo para a entrega se aproximava…

Tudo deveria ser feito até o dia 2 de maio de 2002. Foi quando chegou, meio que de repente, o dia 30 de Abril. Na noite do dia 30 liguei para Jesus, ou ele para mim, alarmado. Tínhamos apenas mais um dia para escrever um trabalho imenso, cuja abrangência não estava inteiramente definida.

No dia 1 de maio, feriado do dia do trabalho, fui à casa de Jesus por volta das 5:00h da manhã (um pouco mais tarde, talvez). Em uma das salas da casa, ele possuía alguns computadores ligados em rede. Eu sentei em uma máquina, ele em outra e começamos a digitar. Íamos acompanhando o desempenho do outro, sugerindo caminhos, costurando produções, avançando velozmente pelas entranhas da Morte…

Almoçamos. Voltamos ao trabalho. Por volta das 21:00h estávamos exaustos. Mas tínhamos muito o que fazer. Continuamos sonolentos, arrasados, incapacitados, praticamente. Era cerca de 23:00h quando colamos a letra da música “Canto para a minha morte” do Raul Seixas no fim do trabalho, e assim terminamos a maratona impossível. Uma operação mágica de 18 horas (ou 17h).

Mandamos imprimir, enquanto abríamos uma cerveja comemorativa. Bum… a impressora não rodava. Desespero! Risadas, muita risadas de desespero. O problema era simples. Trocamos o cartucho e conseguimos concretizar o milagre da ressurreição!

Nosso professor nos deu nota 10 e escreveu uma observação elogiando a qualidade acima da esperada para um trabalho de segunda fase. Mas… nos deu apenas 9 pela apresentação, alegando que não utilizamos recursos visuais para apresentar o tema…

De qualquer modo, foi lindo. Talvez tenha sido o dia mais cansativo da minha vida, mas eu posso garantir com 100% de precisão que foi aquele trabalho, dentre todos que fiz durante a minha graduação, o que mais contribuiu para a minha formação e para o meu desejo de seguir o caminho da academia. Viva o professor exigente, os colegas como Jesus e o poder das risadas em manter as pessoas acordadas.

Categories: Diarices
  1. Tsu
    May 2, 2006 at 11:54 am

    Que dah hora…vc e jesus falando sobre a morte eh hilário

  2. May 3, 2006 at 8:27 pm

    procrastinação é o lema

  3. Eu
    January 14, 2007 at 8:15 pm

    Por que vc n deixou copia do trabalho para lermos?

  1. No trackbacks yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: