Home > Crítica, Crônica > A solução coletiva

A solução coletiva

A solução do mundo deve ser coletiva, necessariamente. Sem mais. Se você for capaz de somar dois mais dois sabe que de pouco adianta muita boa vontade e uma baita disposição individual para fazer coisas bacanas para as pessoas. No máximo, você pode ser o primeiro elo de uma cadeia que cresce geometricamente. Mas sozinho, meu amigo, você é do tamanho de uma pessoa. A solução deve ser coletiva, necessariamente. Crie, ao menos, os primeiros elos.

Uma solução coletiva interessante para cidades grandes seria a destruição de carros pessoais e a criação de uma frota imensa de coletivos com dois ou mais andares. Se triplicassem a frota, e todos os ônibus tivessem mais andares, talvez seria suficiente. Outra possibilidade é aumentar o combustível para carros pessoais, e manter igual para carros coletivos. Quero ver quantas pessoas vão andar de carro pagando R$5,00 pelo litro do combustível… O problema é lidar com as todo-poderosas montadoras de veículos e com os donos do mundo, digo, do petróleo.

Não quero terminar este texto. Bateu uma preguiça além do nível da preguiça. Não vou desenvolver a idéia, nem nada do tipo. Para bom entendedor meia palavra bosta. Pena que bom entendedor não significa boas ações coletivas.

Categories: Crítica, Crônica
  1. No comments yet.
  1. No trackbacks yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: