Home > Indefinido > Interpretação, algumas considerações sérias… será?

Interpretação, algumas considerações sérias… será?

Enquanto vocês lêem estas palavras, seu cérebro (sua mente, sua alma, chame como quiser) processa as informações recebidas, reconhecendo as palavras lidas e atribuindo-lhe significados que foram aprendidos segundo normas sociais. Claro que algo de sua experiência pode contribuir com sua interpretação das palavras. As palavras estão formando frases, o que torna suas experiências pessoais ainda mais presentes na interpretação. O fato de conhecerem o autor, ou ter informações sobre ele, ajuda no processo de interpretar e entender o texto. As frases unidas criam um texto. Se uma frase é uma soma de significados e relações de palavras, um texto é a soma de significados e relações de frases. Suas experiências sociais tornam-se ainda mais presentes na interpretação, mas os significados aprendidos socialmente ainda são as linhas mestras de sua interpretação. O texto, depois de compreendido, pode ser esquecido ou adicionado ao seu acervo de conhecimentos. Decida você.

Bem vindos aos limites da interpretação. Pensem que se não conhecessem as normas sociais da língua, este texto pareceria uma série de riscos ininteligíveis. Sua interpretação estaria ainda mais limitada. É bom se limitar um pouco, então, e se ater às normas sociais? Você quem sabe. Se quiser ler a palavra “árvore” como se fosse a palavra “universo”, ou se quiser, ao invés de ler a palavra “sobre”, imaginar a cor verde, faça. Você terá um texto só seu…

Até agora somente os significados das palavras e suas relações foram comentados, incluindo suas experiências pessoais com esses significados e relações. Um passo à frente, agora: depois do entendimento.

Imagino que alguns de vocês já devem ter lido algo sobre Psicologia da Comunicação, ou sobre Lingüística, ou sobre qualquer assunto relacionado. Imagino que vocês que leram interpretam este texto de maneira diferente dos leigos no assunto. Determinadas frases e relações de frases que parecem jogadas ao acaso podem estar, para vocês, organizadas de forma diferente. Isto porque conhecem algo sobre o assunto e percebem relações do que está aqui escrito com o que conhecem do assunto. Com essas relações e organizações em mãos podem julgar este texto como errado, de acordo com os conhecimentos científicos sobre a comunicação e as línguas, ou julgar este texto perfeitamente coerente e científico. Aqueles que são leigos no assunto podem julgar este texto como algo de incrível bom-senso ou como uma tentativa de um pretenso escritor de mostrar-se intelectual. Fiquem à vontade.

O leitor que está conversando, falando no telefone ou abrindo outras páginas da internet ao mesmo tempo em que lêem o texto, entenderão muito menos do que o leitor que presta total atenção ao texto. Mas isto é óbvio. Da mesma forma é óbvio que leitores calmos entenderão melhor o texto do que leitores que estão tendo sentimentos intensos, sejam bons ou ruins.

Fora tudo isso, existe a intenção do autor em escrever um texto, o que muitas vezes não pode ser percebido. Palavras são muito fáceis de manipular; com um pouco de habilidade, um texto pode gerar diversas possibilidades de interpretações, que se somam às variáveis já citadas: conhecimento das palavras e sua interpretação, significado das palavras, suas relações nas frases, as relações das frases no texto, conhecimento prévio ou não sobre o assunto, humor no momento da leitura, simpatia pelo autor, etc; formando um leque de interpretações gigantesco. Qual seria a intenção de um autor que fala sobre a interpretação de um texto que está escrevendo? Será que ele quer jogar uma indireta aos leitores e pedir que prestem mais atenção aos seus próximos textos? Será que ele quer dizer que seus textos podem ser interpretados de formas tão diferentes que ele não se responsabiliza por interpretações errôneas? (isto pode ser garantido, se o objetivo verdadeiro do texto nunca for revelado…) Será que o autor estava cansado? Será outra a resposta? Serão todas? O que acham?

O autor deste texto reconhece o seu limite de conhecimento no assunto e pede perdão aos conhecedores se esqueceu alguma variável importante ou disse algo que não tem concordância com o científico. Melhor, ele não pede perdão, pois este texto não tem a pretensão de ser científico. Ele é apenas um texto ligeiramente opinativo. Todos sabem que ciência e opinião não combinam. É condenável um autor que se diz científico colocar suas opiniões em seus trabalhos. Essas pessoas mereciam ser queimadas vivas! É por isso que o autor deste texto, conhecendo os pecados e leis da ciência (ou julgando que conhece) exime-se da possibilidade de ser enforcado pelos cientistas. Este, o autor confessa, é um texto opinativo, o que significa que ele pode dizer besteiras no meio dele, como esta a seguir: chiclete é gostoso e faz bem, masquem todos! Pronto! O autor respira mais sossegado e já pode dizer, aos que o criticarem, que o texto é só uma brincadeira. Se receber elogios, porém, pode dizer que a frase do chiclete e todas as outras têm mesmo significado importantíssimo.

Baita refúgio de velhacos. Sabem o que é isso? Procurem velhacos no dicionário. Não é uma pessoa velha. Se o autor não avisa, certas pessoas iam pensar que era… Bah, já iam entender errado o texto. Ei, o autor não quis dizer que quem não conhece a palavra é burro, não quis mesmo! Ele também não conhece muitas palavras e “velhaco” foi uma que conheceu há pouco tempo. O uso da palavra foi apenas para falar sobre mais uma variável na interpretação: o não entendimento de algumas palavras.

Será que o parágrafo anterior tem alguma relação com o significado mais geral do texto? Conseguiram entender algo da intenção do autor? Conseguiram interpretar o texto? Não? Que pena. Mas é assim mesmo. Boa sorte da próxima vez

Algo o autor vai revelar antes de despedir: “este texto foi só para passar meu tempo e tomar o seu”. Brincadeira.

Categories: Indefinido
  1. No comments yet.
  1. No trackbacks yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: