Home > Cinema > Três curtas

Três curtas

Desconfortos
Uma das coisas que mais me desconforta é saber que mesmo os sentimentos e as construções mais altruístas são apenas uma possibilidade para os humanos, não a regra, nem necessariamente o correto. Outra coisa que me desconforta é o que é feito com todas essas possibilidades e liberdade. Finalmente, desconforta-me sobremaneira o quanto muita, mas muita gente mesmo, ignora a escolha de decidir no que acreditar e, principalmente, a arbitrariedade de acreditar no que acredita.

Festival do Minuto
Eu tive uma idéia bem coerente para filmar para o festival do minuto. Fui burro o suficiente para contar para meio mundo. Se por acaso o filme aparecer por lá sem que eu o tenha produzido não vou poder reclamar e muito menos provar que a idéia foi minha. A merda já está feita. Pensando nisso, e sendo aparentemente mais burro e desapegado à minha idéia, vou anunciá-la aqui. Preciso de um favor, porém. Por ser possível alterar a data e a hora dos posts no sistema blogspot, preciso que alguma pessoa deixe um comentário, pois essa seria a única prova de que realmente publiquei este texto nesta época do ano. A idéia, que de repente não é boa:

Mostrar a influência de uma banda grande sobre outras por meio de uma metáfora. Um cd famoso da banda grande dando um concerto, ou uma palestra, para os cds das outras bandas. O cd da banda grande deve estar em uma plataforma, enquanto os cds das outras bandas assistem atentamente. O fundo sonoro é uma música do cd da banda grande. Pensei em uma tomada de câmera única, com a câmera “passeando” entre os cds influenciados, depois se afastando enquanto vira (mostrando a grande quantidade de “pessoas” na platéia), e continua se afastando até mostrar no topo o cd da banda grande sendo reverenciado.

Mudança
Finalmente, o dia final de mudança. Não tendo net na casa nova, deixo um grande abraço a um grande número de amigos meus com os quais só converso por MSN. Talvez fiquemos um tempão sem nos falarmos. Alguns de vocês moram longe demais para eu ver com uma freqüência decente. Abração mesmo. As outras atividades continuam normalmente, mas com maior espaço de tempo entre elas. Mudanças são sempre boas? Sei lá! Deixa rolar alguma coisa pra eu responder se essa é ou não. A Z4E, a república de onde estou saindo, merece um texto de despedida. E terá.

Fui, rumo ao novo lar.

Categories: Cinema
  1. No comments yet.
  1. No trackbacks yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: