Home > Geral > Nos arquivos do laboratório

Nos arquivos do laboratório

Fuçando meus arquivos aqui do laboratório encontrei dois textos antigos muito engraçados. Não têm sentido nenhum, sendo uma porção de palavras conectadas às pressas, mas que têm uma sonoridade bacana. Então vão os dois:

Palavras para Iracema

Quando percebi, por sobre as nuvens no horizonte, a risada fumegante e os cabelos dourados de Iracema, enchi-me de felicidade prodigiosa e redigi sem testemunhas uma carta para Iaiá. “Iaiá, que me abençoes, minha santa, pois quero a mão de Iracema sobre a minha até o fim deste lado do mundo”. Quase pude escutar a risada gostosa de Iaiá e ver seus olhos ternos afagando minha cabeça virada. Iracema, moça bonita, dos cabelos dourados, das risadas quentinhas, que odor! Que fedor que exalas, criatura, e mesmo assim amo você.

Divertido escrever este texto

Na vida há, por motivos vários, vários motivos para haver vida. As pessoas explicam com frases as frases que explicam as pessoas. Essas verdades estão tão presentes no cotidiano de cada um, que cada um está presente nessas verdades cotidianas. Não adianta tentar se esconder dessas afirmações, pois essas afirmações adiantam tentativas de se esconder. É melhor refletir corretamente sobre tudo isso, já que tudo isso é sobre melhorar reflexões corretas.

Categories: Geral
  1. No comments yet.
  1. No trackbacks yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: